Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

 

Lá fora, a minha perdição passeia
Num campo grande e florido de lírios,
Altos e esguios como belos círios,
Caminha lentamente e me enleia…
 
O seu tão doce canto entristece
E alegra o pobre coração tão meu…
Que toada é a sua? De Orpheu
É a voz com que cadeias me tece?!
 
Não sei! E quanto mais quero saber
Mais me enleio e no meu devaneio,
Triste e sombrio, sinto-me morrer!
 
Se exagero?... Nem já nada sei mais!
Arrasto-me, lúgubre, neste cais
E como a gaivota, espero o vento…


publicado por OPTD às 11:56 | link do post | favorito

 

Os teus olhos matam, meu amor,
De tanto azul,
De tanto mar,
De tanto sal,
De tão longa distância,
De tão frios reflexos,
De tão teus…
 
De tão negros e escondidos
Atrás dessas cortinas
De onde te encenas
E me matas…
 


publicado por OPTD às 11:53 | link do post | favorito

 

Viagem
 
Foi preciso ir tão longe
Para te situar no coração.
 
 


publicado por OPTD às 11:53 | link do post | favorito

 

Como é fácil sonhar
E erguer castelos de vento na planície do ar,
Fazer das palavras sóis
E pô-las no céu a brilhar!
 
Fazer de mentiras, verdades eternas,
Do choro infantil, um canto sem penas,
Do amor de uma hora,
A hora do amor,
E da chama da vela,
Uma fogueira de esplendor…


publicado por OPTD às 11:53 | link do post | favorito

 

Como te chamas?
Qual o nome
De que és o corpo?


publicado por OPTD às 11:53 | link do post | favorito

 

Suave
O som vem
Doce
A brisa te beija
Terno
O coração pulsa
 
Eras tu.
 


publicado por OPTD às 11:52 | link do post | favorito

 

Qualquer coisa de inefável
Destas letras se desprende.
É poesia.
 


publicado por OPTD às 11:52 | link do post | favorito

um blog de poesia...
mais sobre mim
Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Quem te levou?

Infância

Anacleta

Unter den Linden

...

aniversário

esvoaçantes

deslizam

gaivota

é quando estou cansado

arquivos

Setembro 2018

Agosto 2017

Janeiro 2017

Setembro 2015

Junho 2015

Agosto 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

tags

acrósticos

ars poetica

arte

digo alentejo

diversos

fados

flos sanctorum

gato

haiku

inspira-me

instantes

livros publicados

mater

monólogos para dois

odi et amo

onde musa

papéis encontrados

portugal

quadras soltas

viagens

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds