Terça-feira, 04.09.18

Foram as sereias

corda que prende o amante

a tua voz

o azul mais azul que todo o azul do mar

a agitação das ondas

donde voam as nuvens

labirinto de sombras e de cisnes

Porque é que levaste contigo

os meus olhos

e não levaste o meu coração?

Foram as sereias

com voz de lua e de sol

25/05/2012

 



publicado por OPTD às 14:46 | link do post | favorito

Apanha-me flores

com sóis

nas pétalas pretas

Apanha-me uma laranja

para a doçura ser minha

Apanha-me um coração

com esperança de ti e de mim

apanha-me um dia

com a duração secreta

de pôr o sofrimento,

a morte

a dor e o silêncio

numa caixa

de palavras em harmonia:

a infância

 

12/04/2012



publicado por OPTD às 14:37 | link do post | favorito

A doro olhar para ti

N as manhãs de Verão

A doro cantar para ti

C om todo o meu coração

L embro-me de ti, Anacleta

E nquanto passeio na rua

T anto a pé, como de bicicleta

A doro-te na Terrra e na Lua

 

04?/2012

 

 



publicado por OPTD às 14:34 | link do post | favorito

Quarta-feira, 23.08.17

Sob as mudas tílias

sobre o manto suave das nuvens

assim é a vida

 

13/06/2017

15:21

Berlin on air



publicado por OPTD às 15:25 | link do post | favorito

Segunda-feira, 23.01.17

aqui só se ouvem os cães

e as cigarras

suspiros

da calma

apaziguados

Santa Cruz do Douro, 28/07/2016



publicado por OPTD às 22:23 | link do post | favorito (1)

a idade vai-nos tirando algumas alegrias

que a insensatez

nos deixava ter

7.15 16/08/2016



publicado por OPTD às 22:21 | link do post | favorito

Domingo, 27.09.15

esvoaçantes

saltitam

meus pensamentos

em busca não sei de quê

da calma do sepulcro

do ardor dos sentimentos

da planura do horizonte

do silêncio na minha alma

 

29/03/2015 10.24



publicado por OPTD às 10:42 | link do post | favorito

Deslizam

a pique

sobre mim

as campânulas roxas

do jacarandá

cobrindo o chão de enfeites

perfumados

 

29/05/2015



publicado por OPTD às 10:40 | link do post | favorito

Domingo, 14.06.15

vai através das ondas

buscar o sal 

da distância triste

 

08/05/15

19h24m


tags:

publicado por OPTD às 13:24 | link do post | favorito

Sábado, 17.08.13

é quando estou cansado que vou até ao rio

afogando mágoas, acalmando o estio

beijando na boca o vento macio

 

07/03/2013

18:46


tags:

publicado por OPTD às 21:33 | link do post | favorito

um blog de poesia...
mais sobre mim
Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Quem te levou?

Infância

Anacleta

Unter den Linden

...

aniversário

esvoaçantes

deslizam

gaivota

é quando estou cansado

arquivos

Setembro 2018

Agosto 2017

Janeiro 2017

Setembro 2015

Junho 2015

Agosto 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Julho 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

tags

acrósticos

ars poetica

arte

digo alentejo

diversos

fados

flos sanctorum

gato

haiku

inspira-me

instantes

livros publicados

mater

monólogos para dois

odi et amo

onde musa

papéis encontrados

portugal

quadras soltas

viagens

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds